"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Malthus Literatura



do is
qu a t ro
s    e    i   s
o       i        t     o
românticos
simbólicos
modernos
contemporâneos
E eis a fartura.
o desperdício!
O torpor do vazio existencial de cada folha de papel
O sabor niilista da falta de tempero.
A quantiliteratividade.

Raquel Amarante N. (2009)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Canções do Varal

Seguidores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...