"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Falocrática, Falocrítica


Minha poesia atípica
diretiva
racional.
Explicita a ação-reação do meu lobo frontal.
Onde o formal e o informal fazem sexo
e o romantismo fica à luz do século.
apagado, no passado.
E o verso-curto dá curto-circuito
o intuito é bom, o verso é fortuito...
E o amor é efêmero...
E o efêmero...
é eterno.
(É feminino)
E o feminino... Falocrático.
Falocrítico
Falo.
Critico.

Raquel Amarante N.


9 Comentários:

Flávio Colares disse...

Leio seus escritos e sempre me passa a sensação de que ela jorra forte,aos borbotões, como uma cascata que despeja uma água pura.
Respeita o momento, o instante, a inspiração...

O jeito de procurar relação entre as palavras ortográfica e fonéticamente sem se preocupar com a rima.

É sintética, mas muito profunda...
Um outro mundo(instigante)para um ser tão analítico como eu...

Flávio Colares disse...

Ia escrever fonética revisei o texto,mudei para foneticamente mas o acento ficou...
Analítico mas não á prova de erros.
Que bom!!!

Flávio Colares disse...

faltou uma vírgula e o à craseado.rsrs

Raquel Amarante disse...

Flávio,

Q protecionismo com a Língua Portuguesa....rs

Já percebi em vc o jeito analítico.. "Junguiano"..rsrsrsrrs

Me atenho a cada palavra de seu discurso.. Acabo por me entender no seu entender... É terapêutico...rsrs

Anônimo disse...

Falocrática ('falo'? mas como, se mulher?), Falocrítica, por isso critico, mas, por isso, e acima disso, Fala e crítica.
Um pouco da medida da mulher e poetisa: rápida, precisa e incisiva.
Falando no tempo, no seu atípico tempo do tempo. Pensando seu momento, efêmero e eterno, criando seu verso e desvelando seu ser...

N. T.: Valham-me milagrosamente seus comentários e dos seus mais leitores, oxalá.

Flávio Colares disse...

Eu analista?
Perííii, o divã é meu!!!

Quanto ao protecionismo da língua portuguesa, não tenho tanta neura assim desde que lí alguns livros de Linguistica, é mais a coisa do redator que não saí de mim, por mais que eu queira que ele saia de mim...
Saia de mim? mas eu só visto calça...

Agora sem brincadeiras,fico feliz por estar atenta às palavras do meu discurso...
Que Bom!!!

Raquel Amarante disse...

Sr.(a) Anônimo(a)

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Eita...
Detesto a falocracia, mas... Imiscuída no meu discurso feminino (feminista) está ela.. Ou Ele..
O MUNDO é masculino (literalmente)
Emancipação feminina? hehe
Sei não...

Raquel Amarante disse...

Flávio...
Faz tempo que não te vejo...rsrs

Flávio Colares disse...

É mesmo, Virtuais e "quase" virtuais...
Miss You too...
Sabe, bateu uma saudade...rs

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal