"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Seu texto

Esbarro num texto
bem feito.
Faz bem sentir seu efeito!
E eu deito no leito
desse texto,
meio sem jeito,
rolo neste tecido até chegar
nas margens dos seus braços
e suas mãos reescrevem-me
reinauguram em mim a semântica
que faltava em minhas expressões.
Seu texto-vivo
dilata pupilas e corações...

Raquel Amarante N.


4 Comentários:

Diestrich disse...

Devo dizer que este é um texto bem feito. Consegui imaginar a autora realmente fazendo estas ações.

Raquel Amarante disse...

Os poetas vivem nos textos...
Muito bem vindo, Diestrich!

Flávio Colares disse...

É bem legal esse jeito de dizer as coisas assim, digamos, bem despachada...

Esbarro num texto...
Como se fosse algo casual, o que no caso parece não ser.

Depois as palavras a tocam como se fossem uma pessoa, ou será que é uma pessoa?

Palavras, palavras...

Raquel Amarante disse...

rsrsrsrrs

São tantas as pessoas...Textos vivos...

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal