"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Avesso


Eu vesti a vida
do lado avesso.
Dizem que dá um azar danado!
Agora estou eu aqui
tentando achar o outro lado
da vida.


Raquel Amarante N.

5 Comentários:

Thami Silva disse...

Adorei !!

Às vezes me sinto nesse mundo ao avesso.

Beijos linda !

Raquel Amarante disse...

Obrigada Thami!
Bjão

Tuca Zamagna disse...

Multicolorido e bem aventado o seu varal.

Um achado revelar peças íntimas levantando a saia dos psicologismos.

Mas há que se ter a delicadeza do lírico e a irreverência do humor para fazer isso sem configurar atentado violento ao pudor. E você tem os dois, Raquel, de sobra - força de expressão, é claro: longe de mim querer insinuar que suas saias e decotes sejam pouco generosos.

Um abraço

Raquel Amarante disse...

Tuca, nossa! Obrigada e Mto bem vindo!!

Adorei suas palavras!!!

#Guardarei nas minha lista de favoritas!!

Abraço

luiz gustavo disse...

vôo infinito


ah ! poeta !
porque brincas
com um disparo na testa ?

se nas frinchas
do silêncio se infiltra
um vento farpado

não é por acaso
que o céu registra
versos sem prazo

que ornam o hálito
de estrelas súbitas
ao inimigo tácito

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal