"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Tomates na estrada



Quando eras pequenina
Ninguém te olhou menina.
Cresceu feito tomate de fezes.
Onde estão seus pais, menina?
_ Não sou filha de ninguém,
não sou para ninguém alguém.
Que cagada!
Hoje já não mais menina
planta tomates na estrada.

Raquel Amarante N.

4 Comentários:

Whesley Fagliari disse...

Tomates na estradas é um tanto quanto inusitado... Mas adorei a ideia! Vou agora mesmo construir uma estrada mental onde tomates frutificam o passar dos meus pes.. cagados tb! Lindo, amiga querida! Feliz Páscoa!

tem presente para vc lá no Sofia, se quiseres, busque, é seu tb! Bjs!

Vais disse...

Saudações, Raquel,
foi o que me ocorreu
tomates, além de serem bem gostosos fazem um bem danado

Vi que você segue o aosabor, sendo assim você o(me)tem, levo o varal

abraço e tudo de bom

Assis Freitas disse...

quem haverá de (re)colher os tomates,


beijo

Jones Barreto disse...

uum...

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal