"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Cárcere confessional




Não prenda minha poesia no meu corpo, meu corpo não dá conta dos desejos da minha poesia.


Haikai : Universal

Não me entenda como confessional
Fora de mim
há mundo também.

(Raquel Amarante) 

4 comentários:

  1. Raquel, em primeiro lugar, devo-lhe escrever (ou seria confessar?) que o título deste poema "mexe" comigo de uma forma que ainda não sei explicar, tão menos entender. Algo de indefinível por sua beleza, decerto, porém há algo mais e além de nosso egoísmo estanque e pequenez ilhada revolve e desconcentra em nosso ser, nosso íntimo ser do "cárcere confessional".

    Agora falando sério (rsrs), não posso deixar de escrever que estes versos remontam-me mais uma vez, e isso é tão novo e surpreendente quanto a monotonia, à lembrança de Carlos Drummond.

    "Não prenda... meu corpo não dá conta dos desejos da minha poesia" toca-me como "Não faças poesia com o corpo, pois ele é por demais infenso a efusão lírica" e "Haikai: Universal... fora de mim há mundo também" sugere outrossim " não, meu coração não é maior que o mundo, ele é muito menor, nele não cabem nem as minhas angústias, o mundo é grande..." do poeta que concebeu o ser do "eu versus o mundo".

    Desculpe, mas não pude deixar de notar essa impressão, talvez são seus corpos miúdos e limitados transcendendo e extravasando-se no encontro de infindável tempo sem prazo de prescrição do ser poético.

    ResponderExcluir
  2. Amiga, não sabe o quanto você sempre me acrescenta... Que delícia poder ler este comentário...Adoro Drummond! E vc, sempre com associações fantásticas... Só tem uma coisa... Não acho possível alguém com tamanha clareza interpretativa e de intuição, trabalhar longe da Literatura, ou da Hermenêutica...
    Vc deve trabalhar nesta área.. Pq "né pussive!"rescenta... Que delícia poder ler este comentário...Adoro Drummond! E vc, sempre com associações fantásticas... Só tem uma coisa... Não acho possível alguém com tamanha clareza interpretativa e de intuição, trabalhar longe da Literatura, ou da Hermenêutica...
    Vc deve trabalhar nesta área.. Pq "né pussive!"

    ResponderExcluir
  3. O comentário repetiu... rs
    Só p reforçar q vc com certeza trabalha com Literatura...rsrss

    ResponderExcluir
  4. O máximo no mínimo. Pra bom sensível, alguns versos bastam pra nos sobrecarregar de emoções.

    Bjs!

    ResponderExcluir

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Canções do Varal

Seguidores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...