"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Abre-te ave

Abre-te ave
perpetua a essência magna
existência
do poder das asas.
Vê pelos ares
leves ventos mais pesados
que o corpo-pássaro
a voar
feito pipa em festa de ventos julhina.
Mãe, perdoe a natureza
fez o céu sem limites
e muito mais sem limites
os pensares, quereres,
as aves gente.

(Raquel Amarante)

O corte

O fio de cabelo
medita a navalha


as pontas duplas


os fios frágeis


as incertezas,
descabeladas


os dois caminhos,

tesoura, corte
a lua nova

a esperança
de que a mudança
convença o espelho
de lá de dentro.

(Raquel Amarante)




Canções do Varal

Seguidores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...