"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

domingo, 9 de setembro de 2012

Saudade


para além do corpo
evade.
o corpo é passaporte,
a alma, viagem
a saudade, transporte.
e o amor,
o amor é a morte.
mata, dói, invade.
desapossa o corpo.

(Raquel Amarante - 2010)

1 Comentários:

Anônimo disse...

... Saudade

Venha amor
encorpar esta alma tão franzina,
incorporar este coração tão vazio.

Terra devoluta, terra arrasada
do amor prometido, despossuído,
encontrado, perdido, partido
por inteiro, da saudade
do amor que não (nunca) se teve...

P.S.: Tua longa ausência também nos causa saudade, ó amiga poetisa.

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal