"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Todo todo é um

Todo conhecimento é limítrofe.
Avalanche de neve
ladeira abaixo
alterando pais agens.
cenários, topografias, ares
cessando em uma base.
Todo conhecimento dá trabalho
há trabalho
a trabalho...
Todo conhecimento impera.
Pior é quando o conhecimento
quer se aplicar ao todo.
E todo conhecimento
é para se aplicar ao todo.

Todo conhecimento é limítrofe

Porque todo conhecer é válido
sendo inválido por outra jurisprudência.
Todo conhecimento é narcísico
e ancestral.
E se o conhecimento se preocupasse com a verdade
ele seria mais belo, ao meu ver.
Mas pra fim de prosa,
Todo conhecimento é verdadeiro,
como toda imagem de espelho.



(Raquel Amarante)






5 Comentários:

Durães disse...

Genteeee que incrível...

Parabéns ...
nada de nerd de mecatronica neh? rsrsrs

artista sim!

Fabio Rocha disse...

Várias verdades...

Anônimo disse...

mas conhecer o que te mudaria, a angustia sempre grande te faz esmoirecer.

Anônimo disse...

O conhecimento, simplesmente,
a bem da verdade, dispensa
teorias e apresentações
sobre si mesmo.
O conhecimento é, assim,
o Sr. sabe tudo, o rei da verdade
imperativa, impositiva e absoluta.
O conhecimento é limítrofe,
conhece-se a si mesmo, em si mesmo,
por si mesmo, nada além de si mesmo,
uma ilha soçobrada no mar de sua
inconhecida ignorância...

PS: Ó cara poetisa, somos nós
narcísicos, agnósticos ou niilistas!?
Em que "espelho, irrefletido,
perdemos nossas imagem e semelhança"?

Raquel Amarante disse...

Desbussolados meu caro Anônimo!

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal