"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Repara

Repara. para Reparar. Essa coisa cíclica, essa coisa bulmerâmica, essa coisa cármica, essa coisa gastroesofágica, essa coisa que não cessa, essa coisa que atravessa, essa coisa abissal, essa coisa coisada, não nomeada, tão afetada, desafinada,  afinal? Nada. Afim. De
Rima.
Fonema.
Dor.
O ão do seu coração com o meu, não.
Rima.
Dor.
Fonema
de Amor?
Tum Tum Tum Tum TumTum TmTum TmTm TmTm  TmTmTmTmTmTmTm...
Repara. nesta onomatopeia.  Essa coisa cíclica, essa coisa bulmerâmica, essa coisa cármica, essa coisa gastroesofágica, essa coisa que não cessa, essa coisa que atravessa, essa coisa abissal, essa coisa coisada, não nomeada, tão afetada, desafinada,  afinal!!!!?

Vou dormir.





3 Comentários:

Anônimo disse...

"se podes olhar, vê. Se podes ver, repara." Saramago

Raquel Amarante disse...

Ver, repara é muito fácil. difícil é mudar o ciclo de um rio indo para o que acha que é o mar...

Anônimo disse...

Dois Rios que NUNCA se aprofundaram e drenaram para o oceano seco.

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal