"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

domingo, 2 de fevereiro de 2014

Coisas do amor




 

 
 

 

2 Comentários:

Anônimo disse...

O amor
um poema
marginal
?
Ou amor
uma miragem
na margem
c
e
n
t
r
a
l
?

Ah, poetisa, seu amor
central, marginal
de tão abstrato
é concreto
marginalmente central

PS: Contente por te ver,
querida poetisa.

Raquel Amarante disse...

No centro da vida estava eu.
Mergulhada em livros...
Quando dei por mim, era amor...

na margem dos livros
corações flutuavam.




Eu que estou contente pela sua visita :)

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal