"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

"A minha intimidade? Ela é a máquina de escrever. " Clarice Lispector

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Casa 8

pobre sol
na casa 8.
mergulha tão profundo
com ímpeto e violência
paixão e veneno
faz qualquer mundo ficar pequeno
amplia as dimensões obscuras
críticas, mórbidas, lúgubres.
sem medo de alturas
mergulha uma duas três
vezes
 no abismo
destroi o que ama
ama o que destroi
sopra
acende
apaga
vai embora
reclama
não ama
não pode amar.
desvia o olhar
e habita a tranquilidade de uma fantasia
de uma outra casa
supostamente.
casa oito só sente.
muito.
casa oito é oito oitenta.
onde impera casa oito
não há, não é possível existir 
o outro.

(raquel amarante)






quarta-feira, 21 de junho de 2017

Parceiro-Sintoma

Não convida pra dançar
Faz dançar com ou sem vida.

(Raquel Amarante)

P.S: Não serviu pra ser haicai :(


Noite espiral (reflexões)

a profecia
é a estatística intuitiva.

a filosofia
surgiu da natureza.

quem dera eu,
ser anti natural.
indiferente 
à única certeza.

A quem se remeteria
um enfadonho texto
sem fim?

Sem fim parece
nem ter lugar na língua

Talvez o céu
seja um primo carnal
dessa ideia romântica

ou talvez, seja eu, demasiadamente,
terrena,
pequena,
finita.

Mas acho a vida até bonita.
em espiral
além do bem e do mal.
com os ciclos 
de ALTOS e baixos
de transformações profundas,
dolorosas.
de alívios e suspiros.
de serenidades,
por que não?

Sempre haverá ponto final .-)

Mas o que podemos fazer com isso?



(Raquel Amarante)


(A espiral é a associação livre em formato de rabisco mais presente em meus cadernos. JUNG explica.)















Canções do Varal

Seguidores

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...