"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Maquiavel


já pensei em todos os meios
o amor, que era o fim,
virou mesmo fim.

(Raquel Amarante)

2 Comentários:

Anônimo disse...

Ó, Raquel, que estupenda sacada
genialmente maquiavélica sobre
a natureza, mas muito mais sobre
a finalidade do amor.
Do amor que outrora era princípio,
meio e mesmo fim...
mas, "agora", sem final feliz.

P.S.: Ah, Raquel, como esta sua
releitura tira Maquiavel do campo
das ciências políticas e e leva-o
para o sombrio mundo das políticas
ciências amorosas. Tu és, mesmo,
romanticamente maquiavélica!

Raquel Amarante disse...

kkkkkkk
romanticamente maquiavélica...
Não nego. Brindo o absolutismo no amor...
Todavia,...

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal