"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Amor sambista

Quando a mesma passista
passa milhões de vezes
pela mesma pista.

(raquel amarante)

1 Comentários:

Anônimo disse...

Esta passista
não se despista
ao passar trocentas
vezes pela mesma pista?

Sua contumaz passeata
é ao errante samba
de um nota só,
ou a cabal verificação
de que o amor se espera
e se conhece, amor perfeito,
de outros carnavais?

P.S.: o amor tem samba no pé?

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal