"Quem medirá o calor e a violência do coração dos poetas, quando capturados e aprisionados no corpo de uma mulher?" Virgínia Woolf

domingo, 12 de agosto de 2018

Pai (a meu pai Antônio)

Me reconheço na brochura
de um caderno não escrito,
não lido, mas dito.
Concreto!
Pensar em você é ter na emoção
 um teto.
Posso chorar por te amar, me permito,
dizer talvez o que nunca foi dito
Bem dizer tudo que você é por ser
tão simples e tão complexo!
Por todo quanto amor desceu em seu suor
Pelo nó que dá quando enxergo na sua história
tal sobrevivência
tal fidelidade
tamanha verdade!
Honestamente,
me engrandeço por ser sua semente.
Nós dois somos áridos e ávidos
Basta uma gota no solo quente
amamos tão profundamente!

Àquele que me ensina sobre ser tão
desejo a chuva mais serena e os mais doces araçás!

Te amo, meu pai!

Quel

1 Comentários:

Ani Braga disse...

Olá Raquel querida


Que lindo...
... Me engrandeço por ser sua semente...

Lindo...

Beijos
Ani

Postar um comentário

Você pode fazer comentários mesmo sem ter uma conta do Google ou sem ter um site. Basta clicar em Nome/URL, colocar seu nome e comentar. Sejam bem vindos! ;)

Seguidores

Canções do Varal